sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

No tabuleiro da Tijuca tem...

Tem tudo que um bairro deste porte necessita ter, principalmente, no que diz respeito à Gastronomia.
Logicamente que não existe, todavia, nenhum restaurante que tenha investido no requinte e no luxo de alguns companheiros da zona sul, mas, guardadas as devidas proporções, podemos comer muitas vezes melhor ali do que lá.
Hoje a noite decidi voltar à Churrascaria Espeto e Brasa, na Rua São Francisco Xavier 107, onde a muito tempo não ia.
Agradável supresa, logo na entrada, foi ver meu velho amigo, o "Mineiro", que era passador de carnes, como gerente operacional da casa.
Como sempre, deixei na mão dele a preparação das carnes que mais aprecio, enquanto buscava alguma coisa de interessante no buffet de saladas.
Era tanta coisa sendo oferecida, que resolvi escolher apenas o básico, ou seja, umas rodelas de tomate, alguns ovinhos de codorna, umas bolinhas de muzzarela de búfala, um talo de palmito, e molhos de mostarda e queijo gorgonzola.
Para dar tempo às carnes, diminui o ritmo da entrada, e quando me dei por satisfeito solicitei que viessem as guarnições que escolhi, e que continham, como de praxe, a excelente banana frita (não era empanada), os bolinhos de aipim fritos na hora, a batata portuguesa, bem sequinha, e uma farofa de ovo.
Começamos o festival dos espetos corridos, com corações de galinha que mais pareciam de aves maiores, dado a sua forma robusta e ao tamanho generoso.
Suculentos, do ponto para mal (como devem ser apreciados) e sob os cuidados atentos do Mineiro, estavam dignos de se tirar umas fotos para podermos "matar a cobra e mostrar o pau", publicando-as aqui no blog.
Em seguida, o meu grande favorito, a costelinha de porco, das pequenas, assadas na brasa apenas com pouco sal grosso, e que chegaram à mesa bem quentinhas, macias e super saborosas.
Seguiram-se a picanha tradicional, a fraldinha, a alcatra, a picanha nobre (melhor dizendo - nobríssima, de tão saborosa), a costela bovina, as coxas de frango, linguiçinhas e ainda uma chuleta só no sal grosso.
Pena que uma mesa ao lado, nas famosas festinhas de fim de ano, reunia um grupo de gente que gritava de tal forma, que questionei-me se isto aconteceria dentro de alguma churrascaria rodízio, tradicional, da zona sul.
Na mesma hora entendi que em todos os lugares sempre haverá aqueles clientes que entendem por festa de fim de ano, a ida num restaurante para beberem alem da conta e incomodarem os outros, pois isto é uma questão de educação, de consciência, e infelizmente, nosso povo ainda carece do aprendizado destas formas de respeito ao próximo.
Mesmo assim, como sempre, o Mineiro nos surpreendeu com as carnes, e fez com que jantássemos muito bem (talvez até um pouco mais da conta), já imaginando um retorno em breve para mais uma rodada de espetos.
Com certeza absoluta, afirmo que na Tijuca, neste local, com o aval do Mineiro, podemos comer melhor do que em muitas outras casas similares na zona sul, caríssimas, e que não oferecem o mesmo que este lugar meio desconhecido, tem como hábito de fazer para o deleite dos seus clientes.
No tabuleiro da Tijuca tem.....Churrascaria, Pizzaria, Frutos do Mar, Comida Japa (Mitsuba - o melhor do Rio, para mim), Comida Italiana, Comida Alemã, Comida Espanhola, Comida Tradicional (vide o Salete), e por aí vai.
O Rio também é Tijuca, acreditem, e façam suas apostas!
Bom apetite...
Jacques .'.

4 comentários:

Ivanilo Bezerra disse...

Olá Jacques!
Estou amando lê o seu blog. Acho que faltava este tipo de conteúdo na internet. Você está trezendo, com maestria, os eventos mais importantes da Cidade Maravilhosa, além de dicas de gastronomia presentes na cidade. Apesar de morar na também maravilhosa Fortaleza, sou apaixonado pelo Rio e sua gente, suas belezas naturais e arquitetõnicas. Por esta razão espero sempre encontrar aqui dicas culturais dos mais variados segmentos (teatro, gastronomia, turismo...). Um forte abraço!

Jacques Graicer disse...

Amigo Ivanilo,

Obrigado pelas suas palavras, assim como pelo amor que você dedica a nossa cidade.
Percebe-se que a sua linda Fortaleza, que eu tão bem conheço, mora no seu coração, mas, se você pudesse, viria sem pestanejar para as brisas cariocas.
Um abraço,
Jacques .'.

Lee disse...

Muito legal esse artigo. As dicas, são imperdíveis. Parabéns, Lee

Anônimo disse...

Olá Jacques,

Estava à procura de uma churrascaria na Tijuca que oferecesse qualidade a um preço justo.

Meu filho faz 12 anos e adora uma carne na brasa.

Depois de ler seu texto falando bem da churrascaria Espeto e Brasa, vou levá-lo lá e depois faço questão de postar meu comentário expressando como foi a nossa experiência degustativa.

Valeu pela dica e até a próxima.

Abraço,
Marco Aurélio